Um tombo que não estava nos planos =/

Bem, já deu pra perceber que desafio pouco é para os fracos né, nossa viagem está levando essa palavra muito a sério rsrs.

Antes de mais nada quero deixar claro que estou bem, mesmo !!! Não avisei nada antes para não preocupar ninguém, só estou colocando no blog porque faz parte do Giro né rsrs

Depois de nos encantarmos com a estrada incrível de Puerto Maldonado a Cusco, faltando uns 100 kms para o destino final sofri um acidente. Numa curva simples a roda dianteira escorregou na faixa central e fui direto pro guardrail.

Lembro que quando estava caindo só ficava pensando em me encolher pra tentar passar por baixo do guardrail, estava sentindo ir deslizando pelo asfalto por alguns metros e ouvindo o barulho da moto tbm no chão. O Carlos fala que dei uma pancada  nos ferros e a moto passou a meio metro de me atropelar, mas felizmente o pior não aconteceu.

Só me dei conta quando estava já no canteiro, deitada e com muita dor no lado direito. tirei o capacete e em poucos segundos umas vozes começaram a perguntar se eu estava bem, se conseguia levantar, e o Carlos tbm surgiu todo preocupado.

Um cara de carro parou pra me socorrer e aceitou me levar para o hospital que ficava a poucos kms, com muita dor me levantaram e levaram pra lá. Pedimos para um outro cara que estava no carro levasse a moto, foram momentos meio tensos.

Ao chegar no hospital, aconteceu a cena mais inusitada possível, estava tendo festa no centro bem em frente ao hospital, parecia um carnaval rsrsrs um monte de gente fantasiado, uma galera dançando e acho que a cidade inteira em volta.

Morrendo de dor fui andando quase carregada no meio da festa, passando no meio dos dançarinos e na frente da banda kkkkkk só com a cidade inteira olhando. Paramos em frente o hospital mas não tinha nada e ninguém, estava tudo tomado pela festa, eu estava com tanta dor mas a situação estava tão engraçada que eu ficava pedindo pro Carlos tirar foto kkk pena que saiu desfocada rsrs

 

Já estava quase desmaiando de dor e informaram que teria
outro hospital mais a frente, o cara aceitou me levar lá mas só depois
do Carlos aceitar pagar 100 soles pela carona, no desespero uns se
aproveitam e não tem nem como falar não.

Cheguei no hospital e me levaram pra uma sala onde começaram a fazer uma porção de exames e conferências, bem, tentaram né rsrrsrs

Lembro que me colocaram oxigênio mas fiquei uns 2 minutos com a
máscara, pq o oxigênio tinha acabado rsrsrs Quiseram verificar algum
sinal vital lá mas lembro das enfermeiras falando que a máquina estava
sem bateria rsrs tinha umas 4 ou 5 mulheres ao meu redor que acho que seriam
as enfermeiras, e uma delas estava com o filho de uns 3 anos que ficava
correndo em volta da maca o tempo todo kkkkk. O médico começou fazer
umas perguntas e me deram uma injeção pra dor, finalmente!!!

Eu estava morrendo de frio, com febre… menos de 35°, aí colocaram um cobertor e deram mais remédio, aos poucos fui melhorando rsrs

Não tinha muito o que fazer e eu estava preocupadíssima com a moto, enquanto iam batendo papo ao meu redor e fazendo o que precisavam, eu ficava perguntando pro Carlos como estava a moto rsrsrs quando eles perceberam isso todo mundo começou a rir de mim, mas poooowwww, vcs me entendem né, quase assim rsrs:

Deram 3 pontos na minha perna direita e me levaram para o quarto.

 

Nisso capotei e acordava a muito custo quando alguém chamava para fazer alguma pergunta ou dar algum remédio. O Carlos foi um herói em cuidar de tudo, eu estava totalmente impossibilitada.

Demos sorte de ter contratado o pacote turístico de uma excelente agência, a Fabulous Peru Tours, e o Carlos entrou em contato com o Fredy que foi fantástico nos auxiliando muito.

No dia seguinte, por volta das 5 hs da manhã um taxi me pegou e levou para o hotel em Cusco, o Carlos veio atrás pilotando e depois voltou para o hospital para buscar a minha moto. Por ser estrangeira a polícia foi envolvida, o Carlos só conseguiu tirar a moto depois de 150 soles, mas a policia estava tentando tirar 500 dólares dele, afirmando que a moto não poderia ser retirada.

Passei o dia 09/03 inteiro dormindo e tomando remédio, afinal, a viagem não ira terminar só por causa disso né rsrs

No dia seguinte fui ver a Layla e ela está bem, mas vou voltar a pilotar só amanhã, dia 13, quando partiremos para Puno.

Arranhou o paralama e o farol…

Entortou um pouco o protetor de manete… mas ele aguentou bem pra caramba hein

e quebrou o retrovisor.

Os alforges rasgaram um pouco mas protegeram bastante a moto.

Novamente reforço que estou bem. No dia 10 já começamos o turismo aqui em Cusco, mancando… mas foi mais uma aventura, e logo já posto as novidades rsrsrs

Essa “brincadeira” não saiu barata, foram 100 soles do cara do carro, aí o cara que levou minha moto tbm pediu 100 soles, 60 soles do atendimento no hospital, 150 soles para a policia, mais o dinheiro do taxi… mas enfim, está dando tudo certo 😉 os equipamentos de segurança foram primordiais.

Mas vamos que vamos, afinal não são 18 metros de água, 4 alagamentos, 3 banhos gelados, 1
tombo, 3 pontos na perna e um braço que está do tamanho de dois que vai
me impedir de fazer algo kkkkk.

o/ rsrs

E agora tenho terreno até no Peru hein, só para os fortes 😛 ou não rsrs

33 comentários sobre “Um tombo que não estava nos planos =/

    1. Anônimo

      Boa sorte Noellen, fiquem com Deus, e vá em frente poucos têm essa coragem…Tombos fazem parte…graças a Deus não quebrou nada…

      Adinilton Loreto (tenereclube)

  1. Antonio

    Noellen que bom que vc está bem e que principalmente na desistiu do seu sonho. Devemos nos encontrarmos na estrada amanhã. Saio de Puno para Cusco. Abraços
    Totonho

  2. Messa

    Puts, até caindo eles acham festa rsrs
    Motociclistas só são explorados por quem não é do meio, senão seria apoio total a custo zero, pode crer, melhoras ai e aproveitem ao máximo cada km

  3. temposfelizes

    Noellen guerreira, que os anjos te protejam. Por favor…cuida desta perna. Ponto merece atenção e fora do Brasil, cuide-se bem!.
    Faça repousos, muita água, e as coisas materiais a gente conserta, né?
    Beijos

  4. Anônimo

    O cobertor de onça E tigre combinou com vc…rs Parabéns pela firmeza de propósito e força interior.

    Também quero saber qual é o câmbio sol/real.

    Parabéns. Vc é uma motociclista/motoqueira de verdade.

  5. Anônimo

    Você já é minha motociclista favorita. Cuide dessas lindas pernas. Carlos, pelo amor de Deus, cuide da garota. Essa dupla é do c……….,parabéns…… Vanderley, Suzano.

  6. Anônimo

    olha sama DEUS é muito bom mesmo e te protegeu é claro q quando vcs reclamaram das chuvas DEUS ouviu e pensou,querem sol? deixa comigo e fez a parte dele soma ai soles pra policia soles pro hospital soles pro caronista soles soles soles mas melhor sol (soles em peruano)do q chuvas,kkkkkkkkkkkkkkk saudades.bjs

  7. Gilmar Alves

    Em se tratando de superação e aventura, os futuros netinhos se deliciarão! "Tamos juntos"! Muita atenção nas curvas antes de Abancay, foi lá que dei um "beijo" de língua na interoceânica!

  8. vanderley da silva

    estou acompanhado seu blog desde a viagem que fez aqui pro nordeste procurando dicas e relatos sobre viagens de moto pois tenho um sonho de roda o litoral de fortaleza até chui-rs depois desse ralato seu sobre o tombo de uma coisa tenho certeza viagem longa solo não vai rolar mas vqv lembrando que estamos na garupa se tombar todos simos arranhados kkkk fica com deus guerreira. e ao carlos minas saudações..

  9. Julio

    Menina
    Só agora to lendo sobre a compra do terreno, vamos que vamos,não tem agua, nem terreno que vai fazer vcs pararem. Com esses gastos extras C precisarem de alguma ajuda, não se acanhem, falem.
    Carlos, continue a cuidar dessa menina.
    Abraços para os dois, e que DEUS continue a olhar pra vcs.

  10. Rômulo

    As cicatrizes são marcas indeléveis de que estamos vivos. Elas serão levadas para sempre em nosso corpo, assim como as memórias do momento em que as ganhamos e o que aprendemos com elas. Siga em frente, Noellen, siga a roda da frente da sua moto.
    Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>