08/03 – De Puerto Maldonado a Cusco, será?

Os Fazedores de Chuva tem uma frase que constantemente me faz refletir:

“Qualquer um pode fazer, porém, poucos o fazem…”

Bem, a interação das postagens sobre a viagem com tantos amigos acompanhando e torcendo está sendo o máximo, é incrível ler cada incentivo, elogio, zoação, pergunta… enfim, realmente estamos com todos na garupa e nos pensamentos. Mas sabe… o que mais me encanta é saber que muitos estão se sentindo motivados a tbm se aventurar por aí, não temos a pretensão de ser exemplo, de em qualquer momento contar vantagem ou algo do tipo, somos apenas motociclistas, com motos simples e pequenas que desejam mais do que aceitar as verdades e imagens transmitidas pelos outros, mas desejamos descobrir tudo com nossos próprios olhos e emoção, então desde já muito obrigada a todos por tudo, mesmo!!!

Mas chega de baba ovo… rsrs

Saímos cedo de Puerto Maldonado porque sabíamos que a estrada para Cusco seria desafiadora, linda e aguardada.

 

Uma coisa interessante que achei na estrada foi a estrutura totalmente diferente para os viajantes. Nada de lojas de conveniência em postos de gasolina, só vimos essa acima e nada mais de placas informando quantos kms faltam, nada de cidades estruturadas pelo caminho para qualquer necessidade…. nada de nada rsrs

Uma das poucas opções existentes é a parada turística logo no começo da rodovia.

Eu já esperava encontrar quase um Graal ou Frango Assado… mas a situação foi um pouco diferente.

Só um pouco 😛 rsrsrs

Durante todo o trajeto passamos por algumas áreas urbanas, mas tudo muito simples e precário, vários distritos, um atrás do outro… e quase todos do mesmo jeito.

 

Tivemos apenas um desafio: Abastecer a Teneré!! Isso pq o tanque possui esse “bloqueio” e não permitia que a bomba entrasse mais a fundo devido a largura do bico, com a pressão mais vazava gasolina do que abastecia, o jeito foi  o Carlos encher o meu galão e só então transferir o combustível.

Almoçamos em Mazuco, tudo muito simples mas foi o mais limpinho que aparecia rsrs

O almoço estava ótimo *-* e turista é uma droga né, tira foto de tudo 😛 . Uma coisa interessante é que sempre, mesmo nos lugares mais simples, trazem uma sopa de entrada e depois o prato principal.

O tamanho do prato da criança 😛 repor as energias né Boni rsrsrs

Pouco depois fomos parados pela primeira vez, mas foi só apresentar o SOAT e td ocorreu bem. Tinha uma molecada vendendo geladinho por lá, vieram logo puxar assunto rsrs perguntaram de futebol, quem eu conhecia como jogador e eles mesmo citaram os conhecidos: Neymar, Ronaldo…

Muito fofos e curtiram a lembrança do nosso adesivo :-)

A partir de Mazuco a estrada ficou cada hora mais linda, daqui pra frente não precisa de palavras, quem tem a “alma inquieta” vai entender nossa emoção *-*

 

 

 

 

 

 

 

 

Os “derrumbres” da rodovia, realmente desafiadores.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É de tirar o fôlego, literalmente!!!

Nosso objetivo para esse dia era chegar em Cusco, mas já deu pra perceber que desafio é praticamente sinônimo dessa viagem né, e claro, o dia não poderia ser diferente.

Senta que lá vem história no próximo post…. rsrs e será dolorido 😛 rsrsrs

3 comentários sobre “08/03 – De Puerto Maldonado a Cusco, será?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>