Aula 8: Carburadores

O carburador está sujo!!! O carburador está sujo!!! As vezes acho que essa é a frase favorita dos “meXanicos” qdo se deparam com moto carburada, e nós, meros mortais… acreditamos :'(

Bom aproveitar a aula então pra conhecer melhor a função dos carburadores, componente essencial para o funcionamento da motoca, e uma das aulas que eu mais estava curiosa 😀

Importante: O conteúdo que estou escrevendo é com base no que
entendi da aula no curso de mecânica na Radial Cursos
, não é
responsabilidade deles caso eu escreva algo errado, é até bom que me
corrijam, afinal, conhecimento é sempre bem vindo :-) Mas se o post
ficar
bom… créditos pro professor Marco hein 😉 E continuo recomendando
fazer o curso por lá, a prática é bem melhor
😉

Embora o carburador de cada motocicleta seja diferente em dimensões, calibragem de gicleurs, regulagem de entrada de ar… dentre outras características, todos eles tem o mesmo princípio de funcionamento, que é o mais interessante em conhecer.

Funcionalidades:

  1. Pulverizar a gasolina que entra dentro da câmara de combustão
  2. Misturar ar + gasolina na proporção correta
  3. Aumentar ou diminuir a velocidade em que a mistura entra no motor

…mas vamos entender melhor isso tudo o/

1º – Pulverizar a gasolina que entra dentro da câmara de combustão
Para que ocorra a combustão, é necessário que a mistura (gasolina + ar) chegue a faísca da vela, mas ela estando totalmente líquida não ocorre esse processo, é necessário portanto que a gasolina esteja pulverizada.
O princípio de pulverizar é o mesmo que encontramos por exemplo num desodorante, quando um vaporizador transforma o líquido em pequenas gotículas dispersas no ar.

2º –  Misturar ar + gasolina na proporção correta
Já vimos anteriormente que para a queima total da gasolina, é necessário que a proporção esteja em 15:1 em média. Para o bom funcionamento da motoca, é importante que isso seja respeitado, pq:

  • A proporção de gasolina maior que a de ar é chamada de Mistura Rica, e provoca um consumo excessivo de combustível, deixa a marcha lenta irregular, perde potência, solta cheiro de gasolina pelo escapamento e provoca excesso de carbonização na vela
  • A proporção de ar maior que a de gasolina é chamada de Mistura Pobre, e provoca superaquecimento no motor, chegando ao ponto de fundir ou furar o pistão a longo prazo, perde potência e tbm cria depósitos embranquecidos na vela

3º – Aumentar ou diminuir a velocidade em que a mistura entra no motor
O carburador é responsável por alimentar o motor sempre com doses iguais de mistura, mas nem sempre com a mesma velocidade. Alguns confundem isso com o aumento das RPM, mas não tem relação, apenas alimenta o motor com maior rapidez.

Funcionamento

O carburador é dividido em 2 circuitos de alimentação e 1 circuito auxiliar. Achei interessante saber que os circuitos são independentes entre si, e um NÃO afeta o outro.

Antes de ver sobre esses circuitos, veja o vídeo abaixo para entendermos o funcionamento dele, que segue o seguinte princípio:

Presta atenção hein 😛

Portanto a função básica do carburador é: permitir a entrada do ar, pulverizar com a gasolina e mandar a mistura pro motor 😉

… agora sim… podemos separar os circuitos e entender melhor cada parte o/

Começando pelo mais simples…. o Circuito Secundário!!!

O Circuito Secundário tem a função de alimentar a MARCHA LENTA, só!!!

Marcha Lenta é quando a moto está ligada (estando engatada ou não) mas não ocorre nenhuma aceleração.

Na imagem acima, pode notar duas partes importantes do carburador, o Pistonete e o giclê. No pistonete, tem uma agulha que regula a quantidade de gasolina a sair pelo giclê, mas durante a marcha lenta, o giclê fica totalmente fechado. Por onde sai a gasolina então?

Perto da saída da mistura, tem um “buraquinho minúsculo” (o giclê de baixa), a partir de onde, através da sucção, o motor consegue puxar combustível.

Outro componente do circuito secundário é o parafuso do ar e o parafuso do rpm. Através desses parafusos é que é feita a regulagem da marcha lenta. Tem muitos vídeos legais no youtube ensinando como fazer isso, vale a pena conferir 😉

Uma dica importante, caso vá fazer a limpeza, por exemplo, num carburador que já esteja regulado, ao apertar o parafuso até o final, conte quantas voltar foram dadas, assim saberá o qto precisa soltar para que continue regulado 😉

Circuito Primário ou Principal

O circuito primário só começa a trabalhar a partir de algum movimento no acelerador, ele NÃO tem relação com o secundário (Marcha Lenta). O circuito principal tem como principal função aumentar ou diminuir a entrada da mistura (mantendo a proporção de 15:1) , afinal, maiores velocidades exigem maior quantidade de mistura.

Componentes:

1 – Pistonete: Controla a entrada de ar

Que já completo com a agulha é assim:

2 – Agulha: Controla a passagem da gasolina

3 – Giclê de alta : Junto com a agulha tbm controla a passagem da gasolina

Observe que a agulha é cônica, ou seja, a ponta mais fina. No circuito principal não tem regulagem de ar, tudo é feito através da trava da agulha. Quando o pistonete está em baixo, quer dizer que a agulha está fechando totalmente o giclê, e saindo o mínimo de gasolina. A medida que vai acelerando, o pistonete com a agulha vai subindo e permitindo maior passagem de gasolina.

Como já mencionado, não existe regulagem de ar no circuito principal, então caso precise de alguma regulagem, é feita na quantidade de gasolina, como? Através das travas da agulha. Algumas agulhas tem ranhuras/travas que permitem fazer a regulagem da sua altura no pistonete.

Para deixar a agulha mais pra cima, a trava fica mais embaixo, deixando a mistura mais rica. A agulha para baixo deixa a trava mais pra cima, deixando a mistura mais pobre.

Circuito Auxiliar

Tem como função ajudar no bom funcionamento do carburador.

É composto por:

1 – Sistema de afogadores.
2 – Sistema de nível constante (bóias).
3 – Sistema de respiros.
4 – Sistemas de válvulas compensadoras

1 –  O afogador serve para facilitar a partida fria enriquecendo a mistura. Em algumas motos, como a cg, diminui a entrada de ar, em outras, como as 2 tempos, tem um duto auxiliar que faz mandar mais gasolina

Fechando a entrada de ar

Mantendo aberta a entrada de ar.

2 – Sistema de bóias: Mantém o nível de gasolina, evitando a perda de combustível pelo ladrão

3 – O Sistema de Respiro consiste em ter pequenos
orifícios internos à cuba, que permitem que a pressão interna a essa
cuba seja permanentemente igualada à externa (atmosférica), permitindo
dessa forma um livre fluxo de combustível.

4- As válvulas compensadoras são pequenos componentes que ocupam lugares
apenas em carburadores de motocicletas de cilindradas maiores (XL, CB,
CBX).

Uma informação interessante: O filtro de ar tbm tem relação com o carburador, e por isso é importante sempre observá-lo. Se estiver sujo, obstrui a entrada de ar deixando a mistura rica.

Aula esclarecedora, alguém com moto carburada para colocarmos a mão na massa? o/

2 comentários sobre “Aula 8: Carburadores

  1. Dorival Messa

    Ótima aula, quando quiser é só aparecer que libero minha motoca pra "desmanche" kkkk, e olha que o carbura dela ta precisando de uma limpeza mesmo rsrs.
    Quando tive aula sobre carburação o professor me deu o da cg pra limpar e só observei a revisão no da sete galo, deu dó quando os cabeçudos entortaram as quatro agulhas, pura falta de atenção deles, que dó, que dó…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>