Aula 6: Retífica de Motores

Mais um sábado… mais uma aula… mais um post o/

Assunto? Retífica de Motores.

Importante: O conteúdo que estou escrevendo é com base no que
entendi da aula no curso de mecânica na Radial Cursos
, não é
responsabilidade deles caso eu escreva algo errado, é até bom que me
corrijam, afinal, conhecimento é sempre bem vindo :-) Mas se o post
ficar
bom… créditos pro professor Marco hein 😉 E continuo recomendando
fazer o curso por lá, a prática e ver tudo  pessoalmente é bem melhor
😉

Retífica é uma palavra que gera um certo terror nos donos de motos/carros… imaginar alguém esquisito com a mão toda suja mexendo no coração de nossos bens… não, não é uma imagem muito legal rsrsr no meu caso então…

a Landinha já está com quase 80 mil kms :'( logo logo teremos que passar por isso, enfrentar o açougueiro de peças ¬¬’ Coragem!!! Coragem!!! Rsrs

Retificar, segundo o dicionário é o mesmo que corrigir, emendar, alinhar, endireitar, arranjar. As peças internas do motor estão em constante atrito, sujeitas a grandes esforços e
trabalham sempre em alta temperatura, isso contribui para um desgaste natural dessas peças.Esses desgastes causam folgas e barulhos no motor, mas quando se trata de desgastes no pistão, anéis e camisa… aí o negócio fica mais sério, pois já impacta na compressão, causando perda de potência da moto. A função da retífica é justamente tirar essas imperfeições, por exemplo desgastando a camisa…. e assim por diante.

Principais sintomas/motivos para a necessidade de retífica:

  • A compressão do motor estiver baixa / perda de potência
  • Fundição das peças por falta de óleo, mistura pobre
  • Excesso de fumaça e barulho
  • Alto consumo

 Além do desgaste natural das peças, o mau uso tbm pode causar a necessidade de retífica antes do tempo:

  •  super aquecimento
  • manter o óleo baixo ou o péssimo costume de só completar o óleo
  • sair com o motor ainda frio
  • falta de manutenção preventiva

É interessante salientar que a retífica pode ser completa ou parcial. Costuma-se dizer, por exemplo,
retificar a parte de baixo, que significa restaurar a parte do bloco,
que inclui a camisa do cilindro, virabrequim, pistão e biela; ou
retificar a parte de cima que é o cabeçote com as válvulas, guias…etc.

Para direcionar a análise:

Motor 4 tempos

  • Baixa potência, baixa compressão e fumaça no escape com o motor quente, sinal de necessidade de retífica do cilindro
  • Baixa potência, baixa compressão mas não sair fumaça no escape, sinal de necessidade de retífica no cabeçote

 Motor 2 Tempos

  • Baixa compressão, falta de força, pedal de partida muito mole, sinal de necessidade de retífica de cilindro

Embora não sei de que cabeçote se trata, achei um vídeo bacana que mostra o passo a passo de uma retífica, mas antes vale tbm rever a aula 4/5 referente as válvulas para reconhecer os processos.

Algumas particularidades:

  • Motos como a Fazer/Lander (que utilizam praticamente o mesmo motor) não tem retífica de cilindro, pois elas não possuem camisa.

  • Normalmente os motores aceitam até 4 retíficas, aumentando 0,25mm de diâmetro em cada uma, mas algumas motos, como a Intruder, só aceita 2 retíficas, aumentando 0,50mm em cada uma.
  • Ao fazer o desgaste da camisa, é lógico que será necessário trocar tbm o tamanho do pistão e anéis, visto que a folga ficaria maior se usasse os originais, o profissional da retífica passam os novos diâmetros. 

Após pegar as peças retificas, é necessário um cuidado especial na montagem e no novo amaciamento do motor, para que tenha um perfeito casamento das peças e uma vida longa novamente ao motor.

Pronto, assunto abordado rapidamente… mas desmistificado, agora é só esperar e logo logo por a mão na massa 😉

5 comentários sobre “Aula 6: Retífica de Motores

    1. Noellen

      Oi Fauzer, desculpe a demora em responder aqui.

      Mto interessante esse vídeo, então tem um tipo de retífica pra Lander sim, bom saber 😀

      Vlw pela dica moço o/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>