Estrada do Quilombo – Indaiatuba/Itupeva

É, não tem jeito mesmo, final de semana sem motocar… não é final de semana rsrs o/

Como diz a música dos Credenciados:

“Cheiro de terra molhada, na serra neblina

Perigo : lombada

O asfalto termina
Seja no vento, na chuva

Inverno ou verão…

É pura emoção
Vou rodar

Pela estradas do meu país do mundo

Vou rodar

Pelas cidades pequenas e grandes eu….

Vou rodar

Chegando na reta eu piso mais fundo eu…

Vou rodar

Agora bem mais do que antes

Eu quero rodar” 
Pra curtir o domingo, fui pra Indaiatuba rever meu amigo João e a família, furar o almoço na maior cara de pau e curtir aquele paraíso 😀  bom demais né o/ rsrs
Pra voltar pra Jundiaí e pensando na minha nova fase em querer motocar na terra… o João me sugeriu pegar a Estrada do Quilombo, que liga Indaiatuba a Itupeva, e que delícia hein *-* 
Estradinha tranquila e sempre acompanhada pelo rio Jundiaí, muito legal, uma pena o rio estar poluído, senão seria ainda mais divertido. A estrada e a gruta do Quilombo fazem parte do Circuito das Frutas aqui na região, e me deixou com mais vontade de pesquisar outros caminhos encantadores como este. O passeio foi sozinha… mas foi legal da mesma forma.

Ahhh e com capacete novo 😀 e estilo off rsrs quem vê pensa né… rsrsrs

Meu problema em passar por esses caminhos é que fico encantada com a paisagem, e toda hora fico querendo parar pra tirar foto rsrs cada ângulo é uma descoberta *-*

Na gruta do Quilombo tem uma nascente bem legal, vale a visita. 

Do outro lado da nascente tinha essa escadaria, fiquei curiosa para saber até onde levava… mas fiquei receosa. Qdo estava por lá, chegaram dois carros com um pessoal que me viu subindo sozinha pra lá =/ melhor não se arriscar né, ficaram olhando… olhando… uns caras estranhos… preciso mesmo achar cia pra rodar na região, sozinha no meio do mato é complicado =/

… maaaaassss terei que voltar lá né, matar a curiosidade o/

Voltar tbm pra conhecer a Parada do Quilombo o/ deve dar água na boca hehe

Rodando mais um pouquinho…

E ficando cada hora mais encardida…

 

Realmente triste não darmos tanto valor a natureza e a nossa região estar tão poluída, mas como diz o greenpeace “quando a última árvore tiver caído,
quando o último rio tiver secado, quando o último peixe for pescado, vocês vão entender que o dinheiro não se come.” Como gostaria que nossos governantes dessem atenção a isso e investissem em outras formas de despejo e tratamento dos dejetos =/ temos tanto potencial…

Pra finalizar, passei no bairro do Caxambú pra tomar um suco e repor as energias, enquanto rodava lembrei das muitas vezes que passei por lá fazendo outras atividades, bom tempos… outra visão e atitude.

E observando um pouco, nós duas estávamos precisando de um banho urgente rsrs e no caso da Lander, ela realmente continua precisando :-$ kkk

Não tem jeito, a motoca é tão linda que tirar fotos e admirar é irresistível, como uma vez o Messa me disse, porque será que todo motociclista fica tirando foto da própria moto?

Mas que ela é linda… ahhh isso é *-*

Pronto, energias renovadas para encarar a semana e os obstáculos que estão por vir. Logo logo fico craque em andar na terra e pretendo encarar caminhos mais desafiadores 😉
Muitas estradinhas ainda estão por vir 😉 vamos rodar… bem mais do que antes… Eu quero rodar!!! rsrs

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>