Pirassununga – 60 anos da Esquadrilha da Fumaça

Como disse Santos Dummont:

“As coisas são mais belas quando vistas de cima. “

Mas dessa vez … nós estávamos em baixo, e foi o pessoal lá do alto que deu um espetáculo !!!

Em mais um final de semana extremamente aguardado o/  mais um passeio realizado!!! No sábado fui com a galera do Highlanders para Pirassununga acompanhar o show aéreo no evento da Esquadrilha da Fumaça. Bem que o R Dias me avisou, sair com essa galera vicia rsrs.

Combinamos o PE num posto da Bandeirantes, chegamos cedo por lá … e roubei na cara de pau a foto do Paulo Tié. Cara de sono???Imaginaaa…..

Saímos pouco depois das 8 hs, logo surgiram alguns problemas mecânicos,  numa das motos parece que a corrente quebrou, e pior do que a sensação de deixar alguém pra trás, é não fazer a menor ideia de como ajudar :'( isso da uma raiva danada. Bem, depois de alguma espera, acabamos saindo, mas com a preocupação se daria tudo certo com os que ficaram.

Não sei se foi a chuva… ou o frio… ou a ansiedade… ou a vontade de ir no banheiro … rsrs, mas a ida foi um pouco desgastante, embora deu tudo certo e pouco antes das 12 hs já estávamos lá no evento.

De manhã choveu por lá, mas no restante do dia o tempo ficou apenas nublado e as apresentações puderam ser feitas normalmente, os modelos apresentados eram bem interessantes, e pra quem gosta de um barulho de motor … ops, de turbina, segue uma pequenina amostra:

Mais algumas fotos das aeronaves:

Pessoal cheio de estilo *-*

Não, não fomos nós que comemos tudo isso 😛 garanto!!

Os shows foram muito legais, lindas apresentações, dia tranquilo … só elogios. Mas sabe mesmo qual a melhor parte? …

 

… rodar e passar o dia com esse pessoal que é simplesmente o máximo!!!

Saímos de lá pouco depois das 16 hs, o retorno também foi tranquilo, embora chegando em Americana o trânsito começou a ficar um pouco mais intenso.

Sempre que estou rodando em grupo, fico lembrando que desde criança, quando viajamos de carro, sempre fui e voltei dormindo, mas levantava rapidinho em duas situações:

  • quando minha mãe falava “Olha os boizinhos Nô”, tão bonitinhos a beira da pista *-*
  • e quando ouvia barulho de moto!!!!! Aqueles grupos de motociclistas rodando juntos … não tem um cidadão que não olha, e sonha…até mesmo os que não tem coragem.

E caraca, da pra acreditar que meus sonhos estão se realizando? Porque hoje, e com regularidade, faço parte de um!!! Pensei muito nisso na volta por causa da sensação de proteção que eu estava tendo, por isso é tão bom rodar em grupo e com um pessoal experiente nas estradas. O Anderson arrasou sendo o último do comboio e tendo atitudes realmente admiráveis, como segurar o trânsito para todos ultrapassarem … me salvar na hora que eu estava seguindo a moto errada e entrando onde não devia rsrs  e o grupo todo é admirável por respeitar os limites levando em consideração outras cilindradas que estavam conosco. Com a sociedade conturbada em que vivemos, que outra situação encontramos essas atitudes?

Por isso tomo a liberdade de modificar a frase se Santos Dummont:

“As coisas são mais belas quando …” sentidas aqui de baixo, e sobre duas rodas … muito mais!!!

Vlw moçada  o/ dia perfeito 😀 só esqueci de marcar quantos km’s rodados dessa vez, mas deve ter sido mais ou menos uns 400 km’s, mas quem se importa com quantidade? Vale é o prazer imenso 😀

Ps: Como o bonde estava muito grande, que pena que acabamos nos dispersando e não tiramos fotos todos juntos, mas vlw mesmo a todos  😉

2 comentários sobre “Pirassununga – 60 anos da Esquadrilha da Fumaça

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>